Minimalista e básica, a decoração escandinava tem conquistado cada vez mais adeptos. Basta olhar nas redes sociais como Instagram e Pinterest (voltadas para o compartilhamento de imagens) e assim perceber a força desse estilo na hora de montar o “lar, doce lar”.

Se você também gosta da simplicidade e sofisticação da decoração escandinava e quer saber como usá-la na sua casa, leia nosso artigo e descubra quais são as tendências!

Apresentando a decoração escandinava

O estilo escandinavo surgiu na primeira metade do século XX na Dinamarca, Suécia e Noruega. A nomenclatura surgiu de uma exposição que circulou nos Estados Unidos e Canadá — Scandinavian Design — entre 1954 e 1957.

O objetivo principal era mostrar a forma simples, clean e funcional de viver, inspirada pelo clima do norte da Europa e sua natureza, aproveitando a luz natural.

O povo da Escandinávia já era conhecido por usar o máximo do mínimo há muito tempo, já que as matérias-primas eram limitadas devido à posição geográfica isolada.

Também é interessante notar que a decoração escandinava desejava (e deseja) tornar tudo acessível a todos, incluindo móveis e objetos para a casa.

Em outras palavras, podemos dizer que esse estilo torna o conforto e a beleza ao alcance da maioria.

Características da decoração escandinava

Os três principais pontos da decoração escandinava são: simplicidade, funcionalidade e aconchego. Veja adiante o que caracteriza estes pilares.

Simplicidade

Móveis de linhas simples, sóbrias e multifuncionais, que priorizam o uso do branco, das cores pálidas e claras e estampas sem muito contraste (preferencialmente geométricas).

Funcionalidade

Uso de janelas grandes para captar a luminosidade (ou lâmpadas potentes penduradas e criar o mesmo efeito) e valorização de espaços amplos de circulação.

Aconchego

Preferência por pisos de madeiras em cores suaves, almofadas, mantas, tapetes e uso de objetos rústicos soltos, como quadros apoiados (sem pregos).

Na decoração escandinava, o importante é eliminar os excessos, seja eles no uso das cores, no desenho do mobiliário ou na quantidade de objetos dispostos.

Aprendendo a usar o estilo escandinavo em casa

Como você já deve ter percebido, a decoração escandinava preza pelo minimalismo. Portanto, o primeiro passo é definir quais as necessidades e funções que cada ambiente deve desempenhar.

Depois disso, escolha a paleta de cores a ser usada. Você pode, inclusive, conseguir ótimas dicas na internet (o Pinterest, como já dissemos, é um forte aliado).

Ao escolher os móveis, pense no espaço disponível e procure manter a área o mais livre possível.

Se você está montando um novo lar, essa é a chance de buscar viver com o essencial — sem abrir mão do estilo. Mas, se esse é o momento de redecorar, pode ser o momento de praticar o desapego e chegar à tão sonhada leveza.

No quarto, o foco deve ser a cama. Já na sala, o trio sofá, tapete e mesa de centro deve ser o centro das atenções.

A cozinha precisa de armários e gabinetes, além de uma bancada espaçosa para preparar os alimentos. A sala de jantar deve ser feita com o objetivo de aproveitar as refeições, sem excessos na decoração ou na disposição de objetos.

Pequenos arranjos de plantas e flores, trazem leveza aos ambientes e destacam a decoração escandinava. Nichos confortáveis para praticar seus hobbies, trabalhar, receber os amigos e, principalmente, relaxar, também são boas opções.

Então, leitor, gostou das dicas? Esperamos que sim! Aproveite a oportunidade e compartilhe esse artigo nas suas redes sociais! A decoração escandinava é linda e precisa ser mais conhecida por quem gosta de sofisticação e simplicidade.