Quem vive em Goiânia já conhece e entende os motivos da valorização que acontece nos empreendimentos em orla de parques. Mas por termos recebido diversas perguntas sobre os fatores de valorização do EuroPark por causa do Parque do Cerrado, escrevemos esse post para te explicar porque você deve garantir um dos melhores investimentos da cidade.

Então, boa leitura, e ótimos investimentos!

Entendendo a dinâmica de valorização

A valorização nada mais é do que a diferença entre o preço que você pagou, e o preço que você recebeu na venda (liquidação) do seu investimento. Diferente de rentabilidade, que é quanto aquele dinheiro investido (imobilizado) rende para você periodicamente (aluguel).

E agora vamos entender o que impacta diretamente nesse resultado: Oferta e Procura.

Quando há mais pessoas querendo comprar (maior demanda), os preços sobem porque existe menos produto ofertado, e o empreendedor pode cobrar mais por eles.

Quando a demanda é menor, sobra produto no mercado (maior oferta), e o empreendedor precisa baixar os preços para vender, caso contrário fica com seu capital imobilizado e sem rentabilidade.

A baixa da demanda pode ocorrer por vários fatores, como falta de dinheiro, de crédito (quando não há fontes de empréstimos ou elas são muito caras), ou até de confiança (as pessoas têm dinheiro, mas o medo de errar impede a ação). E dependendo da situação, o problema não é a baixa demanda, mas o excesso de oferta que acaba saturando o mercado.

Liquidez é a velocidade ou facilidade com que esse investimento aplicado volta a ser dinheiro na sua mão, ou seja, quanto tempo você precisa para vender seu imóvel. Quanto maior a liquidez (maior demanda), maior a valorização, porque você tem mais pessoas interessadas no seu produto, e com isso você pode escolher a melhor proposta.

Outro fator que interfere na liquidez é o nível de alternativas daquele investimento. No exemplo de um imóvel na planta, um apartamento pode ser alugado, revendido ou até mesmo utilizado, enquanto um lote em condomínio, por exemplo, só pode ser revendido (menos alternativas, menos liquidez).

Ainda que você compre um imóvel para morar, é importante considerar os fatores de valorização e liquidez das opções que você tem, uma vez que você pode precisar vender por algum motivo qualquer.

Comportamento

Curiosamente, as decisões sobre investimento importantes são tomadas mais facilmente quando a economia está crescendo e a confiança está em alta. Esse é um comportamento baseado em uma emoção (confiança), ao ver outras pessoas fazendo a mesma coisa. Mas nesses momentos dos ciclos econômicos, encontrar boas oportunidades vai exigir mais pesquisa e conhecimento.

Racionalmente, o melhor momento de comprar um imóvel é exatamente quando ninguém quer comprar (baixa demanda), porque é nesse período que as melhores oportunidades estão te esperando, como agora.

Histórico dos parques

Em todo o mundo, os parques das cidades são referência, não apenas ao proporcionar momentos de lazer e descanso, ou um belo cenário romântico, mas notoriamente por influenciar no desenvolvimento da região onde estão, e o Central Park em Nova York ilustra bem isso.

Central Park em Nova York. O parque valoriza o preço dos imóveis da sua orla, e atrai cada vez mais, empreendimentos sofisticados.

Goiânia é uma cidade que tem em seus parques uma importância enorme. É nítida a participação desses espaços na vida das pessoas, diariamente e pelos mais diversos motivos, mesmo durante a semana é possível ver milhares de pessoas aproveitando e tendo contato com a natureza.

Por não ter praia, a orla dos parques abarcam todas as referências de qualidade de vida, exclusividade e sofisticação associada à moradia. E isso não foi algo aleatório.

Para citar apenas os que mais chamam a atenção, o Parque Areião (Setor Marista), Parque Flamboyant (Jardim Goiás), o Parque Vaca Brava (Setor Bueno), Alameda das Rosas (Setor Oeste), e o Parque Cascavel (Jardim Atlântico), todos eles passaram por uma valorização expressiva, impulsionada pelo empreendedorismo dos incorporadores, que tiveram visão e iniciativa de melhorar e aproveitar essas áreas, criando uma identidade para Goiânia, verdadeiros cartões postais.

O Parque Flamboyant, por exemplo, em 2007 tinha apartamentos sendo vendidos a R$ 2.000,00 por m², e hoje o preço médio dos imóveis é em torno de R$ 6.500,00 por m². Assim como ele, todos os demais passaram por uma grande transformação da sua orla e na oferta de imóveis, principalmente de alto padrão.

As melhores oportunidades estão sempre no começo do desenvolvimento das regiões, mas é justamente quando as pessoas menos acreditam, ou se dão ao trabalho de conhecer a dinâmica desse crescimento.

É fácil observar como esses parques tiveram praticamente toda sua orla tomada por torres, o que apesar de criar regiões sofisticadas e muito bonitas, impacta diretamente o trânsito. Mas mesmo com diversos condomínios um ao lado do outro, a maioria deles acabou tendo uma boa valorização.

Agora imagine se na orla desses parques, houvesse menos condomínios, ou melhor ainda, tivesse apenas um complexo de condomínios desenhado para integrar o contexto natural, sem dúvida a valorização seria maior. Mais exclusividade, menor oferta e demanda cada vez mais qualificada.

 

Então, se você chegou até aqui neste texto, você vai conhecer agora os principais motivos que fazem do EuroPark uma das melhores oportunidades de investimento da cidade.

 

Parque do Cerrado

O complexo EuroPark está na orla do Parque do Cerrado, que possui 706.000m², o que equivale a 5 Parques Flamboyant ou 8 Parques Vaca Brava. É muito grande!

E estamos na única área em volta do parque com autorização de verticalização, sendo o restante ocupado pelos condomínios horizontais Alphaville, a GO 020 e o Paço Municipal. Menor oferta com maior demanda é igual maior valorização e liquidez!

Adensamento

Por estarmos em uma região com a concentração de condomínios horizontais de alto padrão, onde os lotes são maiores, há menos casas, menos pessoas e menos carros, consequentemente é muito mais confortável e seguro circular, do que na região dos outros parques.

Estão migrando para cá os órgãos públicos de alto escalão, mas por funcionarem apenas no horário comercial, para os moradores da região não há praticamente nenhuma interferência.

Imagine uma situação contrária a essa, como por exemplo um bairro já com muitos prédios de apartamentos similares. Quanto mais lançamentos acontecem, menor fica a demanda, além do impacto que isso cria no trânsito, e afeta ainda mais a vontade das pessoas de morarem nessas regiões.  Para o investidor, isso fica cada vez pior, especialmente porque a cidade começa a ter diversos pólos completos de serviços.

Quem vai morar no EuroPark?

Os futuros moradores do EuroPark são funcionários públicos, médicos, advogados, engenheiros, juízes, executivos, empresários, professores, entre outros. Mais de 20% moram atualmente nos condomínios Alphaville e Jardins, e entre os motivos da compra se destaca o investimento para os filhos pequenos continuarem morando próximos aos pais.

Oferta e Procura

Totalmente inverso do que ocorre nos outros bairros, aqui no EuroPark a oferta de imóveis residenciais de 3 e 4 suítes é bem menor do que a quantidade de pessoas (com renda compatível) que trabalham na região primária.

Na quadra ao lado do empreendimento estão concentrados alguns órgãos públicos de alto escalão já em funcionamento, como a Prefeitura de Goiânia, o Fórum Cível, Ministério Público Federal, e o Centro de Distribuição de Processos.

Além desses, estão previstos também, a Assembleia Legislativa (em obras), a Câmara Municipal, Ministério Público Estadual, Tribunal de Contas do Município e OAB. Ao todo são mais de 10.000 funcionários públicos, que certamente gostariam de morar ao lado do trabalho.

Quem precisa de imóveis de 3 ou 4 quartos na região (famílias), antes do EuroPark só tinha as opções de morar no Alphaville (a partir de R$ 1.500.000,00) ou em casas nos bairros do entorno, mas sem a segurança e infraestrutura dos condomínios.

Considere junto a esse público as mais de 10.000 pessoas que vivem nos condomínios horizontais, aqueles mais de 11.000 que moram no Jardim Goiás e não aguentam mais o trânsito, e temos um universo de mais de 30.000 potenciais futuros moradores do EuroPark. E como o total de apartamentos não chega nem 4% disso (considerando os 5 condomínios), a relação de Oferta e Procura favorece diretamente a valorização e liquidez do investimento.

Mais importante do que apenas pautada no Parque do Cerrado, temos uma demanda na região primária formada por pessoas não apenas interessadas em viver aqui pela proximidade com o trabalho, mas também financeiramente qualificada e que já conhece tantos outros motivos para viver no Park Lozandes, ao mesmo tempo que a oferta de imóveis é mínima.

Valorização e Liquidez, proporcionadas pela alta demanda e baixa oferta de imóveis.

Motivos para se animar

A recuperação econômica, baixa da inflação, a crescente oferta de crédito a juros cada vez menores e a volta da confiança, já estão reaquecendo o mercado, e o resultado disso será inevitavelmente a subida dos preços.

Então, por mais que não possamos estimar numericamente a valorização dos imóveis, todos os indicativos nos mostram que estamos entrando no momento de arrancada da valorização da região, tanto pela consolidação e vinda dos órgãos públicos, a urbanização do Parque do Cerrado e a recuperação econômica.

 

Você vai ficar de fora dessa?

Entre em contato conosco, e venha conhecer cada detalhe desse projeto.

Conheça também os detalhes sobre o EuroPark.