A grande maioria das pessoas cultiva o sonho de morar numa casa em condomínio fechado, como naqueles comerciais de margarina, sabe? Existe uma conexão emocional muito forte quanto a esse tipo de moradia, e a gente entende bem esse sentimento.

Mas ainda que pareça fácil comprar um lote em condomínio fechado e construir a casa dos sonhos, a maioria das pessoas não faz todas as contas corretamente, e mais ainda, não faz ideia do quanto custa manter esse novo estilo de vida.

Neste post nós trazemos um estudo bem completo e útil para você entender as diferenças, e enxergar que, talvez seu sonho não seja morar em uma casa de condomínio, mas sim no lar perfeito com a sua família, e aproveitar seu dinheiro – e tempo – para fazer outras coisas bem mais interessantes. Vamos lá?!

O estudo

Para ajudar a entender qual é o melhor negócio pra você, comparamos os custos de aquisição e manutenção de um lote em condomínio com a construção de uma casa de 139m², e um apartamento bastante confortável do mesmo tamanho. A pesquisa aborda também as características, os aspectos práticos de viver em cada um, como estilo de vida, tempo dedicado, conveniência, segurança e espaços para lazer.

O investimento

Nos últimos 3 anos estima-se que foram lançados mais de 5.500 lotes em novos condomínios fechados em Goiânia, principalmente na região sul, que liga a cidade com o município de Senador Canedo e Aparecida de Goiânia. Desse total, estima-se que 35% dos lotes foram comprados com intenção de investimento, ou seja, são quase 2.000 lotes sendo colocados de volta à venda, e que irão concorrer com os próximos 4.000 lotes previstos.

Do ponto de vista de investimento, isso acaba causando um problema bastante sério de liquidez e prejudicando a valorização dos lotes, já que a super oferta resulta nesse desequilíbrio. Para o investidor não há outra alternativa a não ser vender ou devolver o lote para não ficar amarrado ao problema, perdendo dinheiro para se desfazer da dívida.

Mesmo após a construção, vender uma casa em condomínio não é tão simples, já que quem busca esse tipo de imóvel, além das várias opções disponíveis, considera a alternativa de construir a sua própria, com todos os detalhes sonhados.

Já um apartamento sempre permite mais opções, e por estar pronto, o comprador pode morar ou alugar, o que ajuda a pagar o financiamento e muitas vezes até oferece uma rentabilidade atraente. Revender também é uma boa opção como investimento, porque os prédios geralmente ficam em regiões consolidadas.

A aquisição

Na etapa de aquisição há grandes diferenças a observar, especialmente se estiver comparando um lote em condomínio, no qual você ainda vai construir, e um apartamento na planta, que normalmente leva aproximadamente 36 meses até a entrega.

Enquanto o lote é corrigido por um índice de mercado (geralmente IGPM ou IPCA) acrescido de um índice do incorporador, o apartamento é corrigido apenas pelo INCC (Índice Nacional do Custo de Construção). Vamos exemplificar para facilitar a observação, considerando uma parcela inicial de R$1.000,00 para ambos os empreendimentos.

No lote com correção orientada pelo IPCA + 0,79%, teríamos uma correção de 1,04% ao mês. Dessa forma a 12ª parcela ficaria em R$ 1.132, a 24ª parcela em R$ 1.281, e a 36ª parcela em R$ 1.451. Ou seja, um acréscimo de 45% entre a primeira e a 36ª parcela. Imagina se programar para pagar R$ 1.000 por mês e em pouco tempo essa parcela subir para mais de R$ 1.450.

No mesmo período a correção do apartamento seria feita pelo INCC que no último ano representou 4%, e que dividido por 12 meses, temos a média de 0,33% ao mês. Nesse caso, a 12ª parcela ficaria em R$ 1.040, a 24ª parcela em R$ 1.082 e a 36ª parcela em R$ 1.125. É importante lembrar que no final desses 36 meses, o apartamento já estará pronto, faltando agora apenas entrar com o financiamento, enquanto no lote, agora que começará a construção.

A diferença nos índices de correção de lote e apartamento.
A diferença nos índices de correção.

Normalmente a quantidade de parcelas para pagamento do lote é de 120 meses, então vamos ver como ficaria essa correção ao longo de todo esse tempo, e comparar com o apartamento, mas lembrando que após a entrega, o apartamento é geralmente financiado por um banco, então o gráfico deve ser considerado a título de exemplo.

A 50ª parcela do lote seria R$ 1.677 enquanto a mesma parcela do apartamento estaria em R$ 1.179. Na 120ª parcela para o lote teríamos R$ 3.460, enquanto no apartamento seria R$ 1.484.

Isso acontece porque o índice de correção do lote é mais de 3 vezes maior que o índice de correção do apartamento até a entrega. Resumindo, você pode observar que comprar um apartamento na planta te permite muito mais controle sobre seu investimento e te mantém dentro da sua programação financeira.

A diferença nos índices de correção em 120 meses.
A diferença nos índices de correção em 120 meses.

A seguir, vamos ver qual o custo de construção de uma casa em um padrão mínimo exigido pelos condomínios horizontais.

Construindo a casa

Os condomínios exigem um padrão mínimo no projeto das casas, então vamos imaginar uma casa de 139m² em um lote de 350m². Se tudo correr bem e você tiver o acompanhamento de uma equipe para garantir uma boa execução, a construção sairá em torno de R$ 350.000 sendo em médio R$ 2.500 por m².

Considerando que você não tem o recurso todo disponível e precisa financiar a obra, será necessário ter no mínimo R$ 70.000 à vista para financiar o outros 80% do orçamento de construção.

E a partir de agora você acumula a parcela do lote, a parcela do financiamento da obra e a taxa de condomínio, totalizando algo em torno de R$ 5.100 de despesas mensais com este imóvel, sem ainda usufruir de nada. Nesse mesmo prazo, o apartamento já estaria pronto para mudar e aproveitar tudo.

Mudando para a tão sonhada casa

Terminada a obra, chegou a hora de mudar e já desembolsar com os novos custos de manutenção e o estilo de vida, que trazem consigo novas despesas e uma programação diferente para a rotina familiar.

Cuidar de uma casa também exige mais tempo para sua manutenção, especialmente com a área externa, e além de consumir mais tempo, vai exigir muito mais gastos com produtos e profissionais como paisagistas, diaristas, babá ou até motorista.

Hoje é comum as empregadas domésticas cobrarem mais caro para trabalhar em casas de condomínio, sendo três os motivos principais: por naturalmente entender que quem mora em condomínio fechado tem condições de pagar mais, a distância que precisam percorrer entre a portaria e a casa, e o fato de acumular os cuidados com a área externa.

Os gastos básicos também aumentam, como energia elétrica e água, já que as áreas externas acabam exigindo uso diário desses recursos com iluminação e irrigação dos jardins, manutenção da piscina, limpeza, etc.

Fizemos uma planilha para mostrar a comparação dessas despesas, e você vai ver o que é possível economizar cerca de R$ 36.000,00 anuais morando em um apartamento, sem abrir mão de espaço, conforto e principalmente felicidade.

Tabela apresentando comparação entre custo de vida estimado entre casa e apartamento de mesma área privativa, 140m².
Comparativo de custo estimado de vida, entre casa e apartamento de mesma área privativa, 140m².

Responda, o que você faria agora, se soubesse que sobrou mais de R$ 35.000,00 do seu orçamento doméstico? Viajar? Trocar de carro? Investir?

Viver em um apartamento não é apenas uma alternativa mais barata, é também mais inteligente do ponto de vista econômico, sem sacrificar sua qualidade de vida.

Segurança

Em nossas pesquisas identificamos que, segurança é uma das principais características observadas por quem busca um imóvel de alto padrão, seja em condomínio de casas ou apartamentos. Nesse quesito, ambas as opções atendem muito bem, mas os condomínios horizontais geralmente ficam em regiões um pouco mais distantes, o que pode interferir na velocidade do atendimento em caso de emergências.

Opções de lazer

Quem não gostaria de poder proporcionar aos filhos a experiência de crescer com a liberdade de curtir com os amigos, praticar atividades físicas, ter contato com a natureza e fazer as coisas que mais gosta, sem se preocupar com segurança?

Quando os condomínios de apartamentos se limitavam a ter uma pequena área de lazer com playground, quadra, sala de jogos e piscina, era fácil as crianças e até os adultos se entediarem. Naquela época então, morar em uma casa em condomínio parecia uma opção mais atrativa.

Mas aí surgiu o EuroPark, que além de ter uma área de lazer com mais de 4.000m² em cada condomínio, oferece exclusivamente aos seus moradores um parque de verdade, do tamanho do campo de futebol do Estádio Serra Dourada (mais de 7.000m²), com bastante espaço e mais de 50 itens de lazer, e muito contato com a natureza.

Imagens do Parque Privativo do EuroPark.

Conveniências

Mais uma vez o fator localização interferindo. Ainda que os condomínios horizontais promovam espaços de conveniência próximo, como malls e feiras, os preços costumam ser bem mais altos, justamente pela exclusividade, e por saber que as pessoas dificilmente irão preferir rodar distancias maiores.

Em comparação, os apartamentos estão em regiões mais maduras e que pela concentração, dispõem de mais conveniências, inclusive com serviços dedicados diretamente aos prédios. No caso do EuroPark, o shopping Lozandes está a poucos passos, com praça de alimentação, serviços, uma unidade do Vapt Vupt e diversos escritórios e clínicas à disposição, ou o Shopping Flamboyant, a 4 minutos de carro.

Se você tem filhos, a distância entre a escola, aulas de natação, idiomas e outras atividades, também vão exigir de você mais tempo para os deslocamentos. E não é incomum as famílias acabarem tendo que contratar um motorista.

Tempo dedicado

O tempo é o bem mais precioso e escasso que temos. Tempo para aproveitar a família, descansar, curtir um hobby, ou até ficar sem fazer nada.

Sabe aquela cena de filme, em que o casal está cuidando do jardim em um dia de sol, enquanto as crianças se divertem brincando com a mangueira? Lembre-se de que nem sempre você vai ter essa disposição, ou vai querer dedicar horas do seu fim de semana para essas atividades.

Cuidar de uma casa exige praticamente o dobro do tempo de um apartamento, porque a área externa é de sua total responsabilidade. E ainda que a execução fique por conta de um funcionário, alguém vai precisar conferir a qualidade do serviço.

Além de todo esse tempo extra, as despesas também são maiores para cuidar de uma casa, que exige manutenção com pintura externa, paisagismo, piscina e reparos diversos.

Estilo de vida

Assim como nos apartamentos, nas casas de condomínio há diversas regras de boa convivência que você precisa respeitar, sobretudo quanto a barulho, festas, animais de estimação, carros estacionados. Vivem em sociedade exige sempre esses cuidados, principalmente se quiser viver bem com seus vizinhos.

Tranquilidade e amplas opções de lazer também já foram algo que os apartamentos não conseguiam oferecer tão bem aos seus moradores pela limitação de espaços, mas o EuroPark também resolveu essa questão de uma vez por todas.

Com áreas de lazer para todas as idades e gostos, para crianças, esportistas, idosos, quem busca relaxar em frente a uma cascata, ou fazer um belo churrasco ou jantar com os amigos, o Parque Privativo e a área de lazer de cada condomínio são um convite irrecusável para aproveitar o melhor da vida, sem se preocupar com mais nada.

Resumo

Com tantos lançamentos recentes em lotes em condomínio fechado, vimos muitas pessoas comprando esse tipo de imóvel considerando como uma oportunidade de investimento, ou pensando em construir a tão sonhada casa, mas sem considerar os custos de todo esse processo.

O estudo comprovou que viver em um apartamento é bem mais barato do que em uma casa em condomínio, mas se tivéssemos que sacrificar o conforto e a qualidade de vida para ter essa economia, talvez não valesse a pena.

Vivendo no EuroPark você vai ter tudo o de melhor que poderia ter em um condomínio horizontal, com a praticidade e economia de morar em um apartamento, e com a experiência única de ter um parque de verdade dentro do condomínio para usufruir na hora que quiser.

O que é mais importante pra você? Morar em uma casa em condomínio ou ter tempo e dinheiro para fazer as coisas que você realmente gosta? Você prefere usar seu tempo cuidando de casa ou cuidando do seu bem estar e aproveitando o dia na piscina com os amigos?

Clique aqui para conhecer o EuroPark