Goiânia é uma cidade privilegiada com muita área verde, e por mais que não tenha praia, o bom mesmo é morar próximo à natureza. É por isso que os condomínios mais valorizados possuem jardins e bosques no seu perímetro interno ou localizam-se bem pertinho de redutos ecológicos. Como é o caso dos empreendimentos que são vizinhos dos exuberantes parques em Goiânia.

Você conhece esses lugares incríveis? Gostaria de morar em um apartamento confortável com vista para reservas urbanas naturais? Então, apresentaremos em nosso artigo os principais parques em Goiânia. Vamos lá!

1. Bosque dos Buritis

Esse parque é considerado o mais antigo da cidade de Goiânia e um dos mais queridos. Muitas pessoas gostam de frequentá-lo para relaxar e descansar a mente, sendo muitos os fatores do parque que contribuem para isso. Um deles é a estrutura voltada para as atividades físicas que dispõe de pista para caminhar ou correr, ciclovia e uma estação de ginástica.

Outro aspecto que agrada os visitantes são as lagoas artificiais que embelezam o parque com sua iluminação especial, belas cascatas e uma fonte que atinge 50 metros de altura.  A presença de animais, pássaros, plantas e uma rica diversidade de árvores, dão a sensação de estar em um local de ecossistema nativo.

Caso queira fazer uma pausa para apreciar uma refeição na companhia de amigos ou da família, o visitante não terá dificuldades para encontrar lanchonetes. Porém, o Bosque dos Buritis apresenta outros locais interessantes como o Museu de Arte de Goiânia, o Centro Livre de Artes e o Monumento à Paz Mundial.

Para chegar ao parque, é preciso ir até o final da Avenida Assis Chateaubriand com a Alameda dos Buritis, entre as Ruas 1 e 29. Apesar de a entrada ser gratuita, o horário de visitação é limitado entre as 8:00 até às 18:00.

2. Flamboyant

Diferente do Bosque dos Buritis, o parque Flamboyant é um dos projetos paisagísticos mais novos da cidade de Goiânia — inaugurado em 2007. São mais de 125 mil metros quadrados de área verde endereçados no bairro Jardim Goiás, e você pode chegar fácil acessando aqui.

Durante a semana é fácil ver crianças, adultos, idosos, jovens tocando violão, famílias fazendo piqueniques e casais apaixonados abraçados debaixo da sombra de uma árvore. A beleza desse local serve de cenário para muitas sessões de fotos de casamento, debutantes e formandos.

E não é por acaso, o Flamboyant tem jardins temáticos, como o Japonês, árvores nativas do cerrado e duas lagoas adornadas por pontes de madeira. Não faltam opções de comidinhas e lanches deliciosos nas barracas, quiosques e lanchonetes espalhadas pelos caminhos do lugar.

Devido a esse apelo culinário, o parque recebeu uma edição da Festa das Nações, que é um evento gastronômico promovido pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Goiás (Abrasel-GO). Se o visitante quiser aproveitar as atividades do Flamboyant, ou simplesmente fazer um exercício físico, não precisa se preocupar com o horário, pois o seu funcionamento é 24 horas por dia.

3. Vaca Brava

No passado, a área localizada no Setor Bueno, fazia parte de uma fazenda na qual haviam muitas vacas não domesticadas. Por isso, quando esse local rural deu lugar a um parque projetado, deram a ele o nome de Vaca Brava.

Muitos gostam de visitar esse lugar público, por isso é considerado um dos mais frequentados da cidade. Como os outros parques, o Vaca Brava tem lugares apropriados para atividades físicas, diversão com as crianças, alimentação ou simplesmente apreciar a natureza.

Como diferencial, podemos citar o seu endereço. Além de ficar próximo ao Goiânia Shopping, encontra-se em uma das regiões mais valorizadas da cidade. Talvez seja por isso que tem inúmeras opções de entretenimento que atende a vários perfis de público nas 24 horas do dia.

4. Lago das Rosas

Esse parque é o mais antigo de Goiânia, mas depois de uma recente revitalização, não perde em modernidade e beleza para os outros. Projetado e construído entre as Avenidas Anhanguera e Alameda das Rosas, ainda preserva traços do estilo Art Déco — um movimento artístico que estava em voga na época em que foi construído.

Entretanto, o grande destaque do Lago das Rosas é o zoológico que possui muitas espécies de animais como a ararajuba, os hipopótamos, os pítons, as sucuris e o pavão. Existem também a ave cajubi e o macaco cuxiú — ambos ameaçados de extinção.

Quem visita o zoológico, costuma incluir um passeio de pedalinho pelo lago do parque. Em especial, as crianças ficam encantadas com o percurso tranquilo que revela vários ângulos interessantes do lugar. Para aproveitar toda a infraestrutura e as atividades do Lago das Rosas, é preciso se organizar, pois o horário de funcionamento é das 8:00 às 18:00.

5. Marcos Veiga Jardim

Pertinho do Autódromo, endereçado na Avenida Ayrton Senna, no Bairro Park Lozandes, o parque Marcos Veiga Jardim abre os seus portões diariamente das 6:00 às 22:00.

No parque há um teatro de arena, um lindo espelho d’água, uma sofisticada academia ao ar livre, quadras poliesportivas, e é claro, muita natureza e lugares para experimentar comidas deliciosas.

Também é conhecido como o point dos skatistas, uma vez que possui o skate park — área planejada para a prática dessa modalidade esportiva.

Quem possui um skate, patins ou patinete, pode ficar à vontade para deslizar pela pista de patinação ou skate. No entanto, aqueles que não têm, podem alugar um desses aparelhos por certo tempo. Já o público que não gosta de praticar o skatismo, tem a alternativa de assistir às manobras radicais que são feitas na pista.  

6. Cerrado

O Parque do Cerrado é uma reserva muito especial, em um local privilegiado da cidade. Com 710 mil metros quadrados, sendo 480 mil metros quadrados de área de preservação permanente, ele encanta pela atmosfera que cria na região.

Ainda que o projeto de urbanização para a criação dos mais de 50 itens de lazer, passe por novas aprovações, o parque já é conhecido dos ciclistas e corredores de trilha, que quase diariamente praticam suas atividades lá.

Entre os equipamentos de lazer, estão previstos ciclovias, área para passeio, espaços fitness, locais voltados para os pets, bares, totens interativos de informações sobre o parque, o Anfiteatro das Artes (construído com material reciclável), e a Biblio Share, um espaço dedicado a leitura e a troca de livros entre as pessoas que frequentam o local.

Um projeto residencial  incrível está na orla do Parque do Cerrado, que além disso, possui um outro parque exclusivo para seus moradores, com mais de 7.000m², e foi todo pensado para acolher as famílias com o melhor da vida, contato com a natureza e segurança. Conheça aqui.

Enfim, morar em Goiânia já é maravilhoso, e perto de um dos parques, é melhor ainda. Com um pouco de pesquisa, você encontrará uma moradia com o seu jeito de ser e nas proximidades de uma das exuberantes áreas verdes da cidade.

O que achou de nosso artigo? Gostou de conhecer os principais parques em Goiânia? Temos outro conteúdo incrível que apresentará os 4 pontos turísticos para que você aproveite a capital de Goiás! Vamos fazer esse tour juntos?