Um lustre bonito e que combine com o ambiente realmente pode fazer toda a diferença. Mas é claro que o lustre não pode ter apenas beleza. Ele deve ser funcional e conseguir se adaptar às suas necessidades. Por exemplo, em um ambiente como a cozinha ou a sala de jantar, é necessário ter um lustre que ilumine bem o local já que são locais da casa onde há muita gente e objetos cortantes.

Para ajudá-lo com a escolha do lustre ideal para os diversos locais da sua casa, vamos listar algumas dicas valiosas. Veja abaixo!

1. Diferença entre lustre e luminária

A primeira dica é essencial, afinal de contas, como você vai escolher um lustre ideal se não sabe exatamente do que se trata? Essa confusão entre lustre e luminária é bastante comum e vamos esclarecê-la agora.

Os lustres costumam ser mais suntuosos e maiores, também apresentam vários pontos de luz enquanto que a luminária apresenta apenas um e costuma ser menor. Por exemplo, as luminárias são mais usadas para iluminar um local específico como a bancada da cozinha ou a mesa de trabalho. Já o lustre é utilizado para iluminar um ambiente inteiro.

2. Descubra qual é o modelo ideal

Agora que você já sabe o que é um lustre, vamos entender como escolher o melhor modelo para o seu propósito. O bom é que existem de vários modelos, cores e materiais no mercado, assim fica mais fácil encontrar um que realmente combine com o espaço e que ofereça a iluminação necessária.

Por exemplo, a varanda costuma ser um local da casa no qual as pessoas ficam mais à vontade e descontraídas. Por isso, precisa ser um ambiente aconchegante. Lustres de palha ou de cor queimada como um cobre costumam ficar muito bem.

3. Ele deve ser o destaque

Você não comprou um lindo lustre para deixar no canto da sala não é mesmo? Afinal de contas, ele também se trata de o objeto de decoração. Portanto, deixe o lustre no meio da sala, ele pode ficar, inclusive, numa posição mais baixa, mas, nesse caso, deve ser um local onde não haja passagem de pessoas. Por exemplo, no centro da sala, bem no meio dos sofás.

Para situações como essas, tente encontrar lustres mais foscos, que deixem a luz um pouco mais fraca para que não seja um problema para os olhos e também não deixe o ambiente muito quente.

4. Tenha equilíbrio

Se o lustre que você comprou é muito grande, possui uma cor mais forte e aberta como vermelho ou amarelo e se está em um local de destaque, o ideal é combiná-lo com um local de cores mais sóbrias para não causar uma poluição visual no ambiente. Em situações como essa, o lustre pode ser o item decorativo principal, enquanto os outros podem ser de cores mais fechadas e tons pastéis como os terrosos e queimados.

5. Pode ser usado em qualquer ambiente

Quem disse que lustre é apenas para a sala ou quarto? Elas podem ser utilizadas nos mais diversos locais da casa. Ficam muito bem na cozinha ou na varanda como demos de exemplo aqui. Portanto, na hora de escolher, leve em consideração também o local da casa onde ele ficará e a quantidade de luz que deve ter em cada um.

Quer saber como iluminar os ambientes da sua casa da forma certa? Então, veja as nossas dicas!