5 dicas de pintura interna para valorizar as paredes de seu apartamento

5 dicas de pintura interna para valorizar as paredes de seu apartamento

Imagine abrir o guarda-roupas e encontrar apenas um jeans e uma camiseta branca, ou ter que usar só essas peças para o resto da vida! Chato, não é? Pois saiba que isso pode ser comparado às paredes da sua casa, se elas estão sempre com a mesma cor, sem um detalhe que crie contraste ou identidade.

Tal qual as novidades que surgem nas passarelas da moda todos os anos, existe um mercado incrível de decoração, cheio de possibilidades que se renovam sempre. Principalmente quanto à pintura interna, uma mudança rápida, fácil e que ajuda a manter sua casa linda e descolada!

Então, quer saber que tendências são essas e como você pode colocá-las em prática? Pois é disso que falaremos aqui! Confira as nossas dicas:

Vestindo a casa com o gosto do morador

Na hora de pintar aquela parede e dar um “tchan” em um ambiente, ou mesmo renovar todo o espaço com um banho de tinta, é preciso levar em consideração a personalidade de quem mora na casa para adaptar as tendências.

Não adianta se aventurar a pintar a sala de mostarda se o seu coração pede mesmo um tom pastel, por exemplo. Então, se jogue de cabeça! Há tendência para todos os gostos. Vamos a elas:

1. Conheça as cores que são tendências

Anualmente, as marcas de tintas fazem um estudo e divulgam aquela que deve ser a “cor do ano”. Essas cores variam de marca para marca, mas acabam tendo sempre um fundamento parecido. Para 2018, por exemplo, há um predomínio de tons pastel e matizes que tentam aproximar as pessoas da natureza.

Neste sentido, há Adorno Rupestre, da Coral, que é um cinza rosado, suave e quente. Há também o Terra Roxa, da Suvinil, que é um alaranjado terroso; e o Eucalipto, da Eucatex, um verde-escuro que remete ao meio ambiente. Já na Lukscolor, a aposta é o Reflection, um azul suave e acinzentado.

2. Veja as cores da estação

Se você não se encontrou nas apostas de cores do ano ou gosta de mudar mais do que uma vez a cada 365 dias, talvez deva se inspirar nas estações. Sim, empresas do ramo de decoração costumam lançar tendências de acordo com as estações do ano!

Nesse caso, vale a pena investir naquele tom de amarelo na parede da sala para a fase primavera/verão, ou em um tom azul acinzentado para o outono/inverno no quarto. Possibilidades são o que não falta!

3. Pinte com as tendências decoração

Você se liga muito mais nas tendências do que nas cores, propriamente ditas? Então, vai adorar saber que há até pintura de parede com duas cores!

Basta escolher uma paleta que se complete: você pode optar por um verde-escuro na metade baixa da parede, por exemplo, e um verde-claro na metade superior. Isso, inclusive, ajuda a ampliar e a clarear o ambiente!

A mesma experiência pode ser feita com tons de rosa. Ou, então, que tal usar a pintura para fazer uma composição geométrica na sua casa? Vale pintar uma diagonal de uma cor diferente do que a da parede, ou até fazer retângulos em até três tons.

Não quer tanta cor? Não há problema: aposte no pretinho básico! Sim, essa cor é tendência na pintura interna de casas, podendo ganhar destaque na sua sala, por exemplo.

4. Escolha com a cor dos móveis

Caso você não esteja disposta a renovar a casa inteira por causa de uma parede geométrica em três tons, outra possibilidade de inspiração interessante pode ser a cor dos seus móveis.

Você é a feliz portadora de um sofá amarelo decorado com algumas almofadas vermelhas? Talvez ame pintar as paredes da sua sala em tons pastéis. Já se a mobília do seu quarto for branca, você pode ir tanto para uma nuance clara quanto para um cinza chumbo, por exemplo.

5. Aposte em texturas certas

Outra ideia é explorar não só a cor, mas também a textura das paredes, dando ainda mais vida à sua decoração!

Nesse sentido, uma tendência fortíssima é a textura que imita um papel de parede, feita com um rolo em alto-relevo. Você só precisa pintar a parede de uma cor e usar a outra tonalidade para aplicar o desenho do alto relvo por cima.

Quando falamos em texturas, há outra queridinha: a que dá o efeito riscado. Aqui, basta pintar e usar uma escova ou vassoura por cima para conseguir o resultado rústico. Quer brincar ainda mais? Consiga um efeito “jeans” na sua parede!

É simples: pinte-a com uma tonalidade de azul fosco em várias demãos. Então, passe uma escova no sentindo horizontal, depois no vertical. Faça isso até conseguir o efeito que imita o desenho do tecido.

Conferindo mais algumas dicas de pintura interna

Bom, até aqui você já viu que tendência e referência de cor não faltam na hora de renovar a sua casa. Mas, antes de pegar o seu pincel e rolo e pintar, vale a pena conferir mais algumas dicas básicas de pintura interna!

  • algumas cores podem ser lindas por si só, mas escurem o ambiente. Portanto, se você precisa de luz no local, repense aquele azul marinho, ou opte por uma parede em duas cores: uma, mais clara, em cima e outra escura embaixo.

  • se você está precisando clarear aquele quartinho que virou um escritório e tem pouca luz, opte por um tom perolado ou vá de tons pastéis. Vai ficar lindo, e ainda ajudará na iluminação!

  • para dar uma sensação de espaço mais amplo, você também pode usar tons mais claros — de preferência, o branco — e dar um detalhe pintando uma parede só do ambiente de outra cor. Que tal amarelo ou laranja?

Enfim, como vimos, a sua casa pode ficar por dentro de todas as tendências, seja qual for o seu estilo de decoração! Do mais minimalista ao mais colorido, dá para inventar, trazer mais vida a casa, destacar móveis e criar uma identidade para o seu lar. Você só não pode deixar as paredes brancas e sem graça por pura preguiça, certo?

E agora que você já sabe tudo sobre pintura interna, que tal dar uma conferida também nas tendências de revestimento para a cozinha?

Sem comentários

Cancelar